Ceni 'divide' taça com Autuori e elogia paciência do treinador

Rogério Ceni, apoiado por todo o elenco do São Paulo, ergue a taça da Eusébio Cup



Uma cena chamou atenção após a vitória do São Paulo sobre o Benfica, nesta sábado, no Estádio da Luz. No momento em que ia levantar a taça do torneio, o capitão Rogério Ceni estendeu a mão ao treinador Paulo Autuori e fez questão de que o técnico subisse ao palco e participasse da comemoração ao lado dos atletas.
Questionado sobre o gesto, o goleiro disse que foi uma retribuição à dedicação e paciência do técnico na tentativa de melhorar a equipe.
“O profissionalismo dele, a dedicação dele, é algo a ser ressaltado. Acho que era importante que ele estivesse junto naquele momento, por mais que não seja um campeonato, é uma taça importante”, afirmou o camisa 01.
O goleiro contou que, no intervalo do jogo contra o Benfica, o treinador conversou demoradamente com os atletas e conseguiu acertar a equipe, que voltou melhor posicionada e conseguiu colocar fim ao incômodo jejum de 14 partidas sem vitória.
“Ele mudou o posicionamento, adiantou um pouco mais a marcação, e mudou muito a equipe, poucas vezes vi um time mudar tanto do primeiro para o segundo tempo. O mais bacana é que o Paulo tem um diálogo calmo, tranquilo, coisa que acho que eu, por exemplo, não conseguiria ter num momento desses”.
O goleiro concordou com o técnico que a vitória sobre o Benfica não apaga os problemas da equipe, mas afirmou que vê um progresso no time.
“Acho que está havendo uma evolução num sentido de conjunto, principalmente na marcação que é o que o Autuori diz que é o mais fácil de se fazer agora. Se você não tem uma postura defensiva boa, dificilmente você consegue chegar ao ataque. Também não me iludo com uma vitória, mas é melhor não se iludir com uma vitória do que com uma derrota”.

O profissionalismo dele, a dedicação dele, é algo a ser ressaltado. Acho que era importante que ele estivesse junto naquele momento, por mais que não seja um campeonato, é uma taça importante”, afirmou o camisa 01.
O goleiro contou que, no intervalo do jogo contra o Benfica, o treinador conversou demoradamente com os atletas e conseguiu acertar a equipe, que voltou melhor posicionada e conseguiu colocar fim ao incômodo jejum de 14 partidas sem vitória.
“Ele mudou o posicionamento, adiantou um pouco mais a marcação, e mudou muito a equipe, poucas vezes vi um time mudar tanto do primeiro para o segundo tempo. O mais bacana é que o Paulo tem um diálogo calmo, tranquilo, coisa que acho que eu, por exemplo, não conseguiria ter num momento desses”.
O goleiro concordou com o técnico que a vitória sobre o Benfica não apaga os problemas da equipe, mas afirmou que vê um progresso no time.
“Acho que está havendo uma evolução num sentido de conjunto, principalmente na marcação que é o que o Autuori diz que é o mais fácil de se fazer agora. Se você não tem uma postura defensiva boa, dificilmente você consegue chegar ao ataque. Também não me iludo com uma vitória, mas é melhor não se iludir com uma vitória do que com uma derrota”.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.