Após relatos de astronautas, pesquisadores enviarão satélite para monitorar Triângulo das Bermudas


Uma equipe de pesquisadores do Instituto Nacional de Astrofísica de Bolonha, na Itália, trabalha em um projeto com o objetivo de comprovar a hipótese de que a causa da anomalia conhecida como o Triângulo das Bermudas está no espaço sideral. Segundo o diretor do projeto, Riccardo Campana, um satélite será enviado ao local para monitorar e medir com regularidade a região misteriosa do oceano, conhecida academicamente como “Anomalia do Atlântico Sul”. 

O Triângulo das Bermudas tem suas vértices nas Ilhas de Bermudas, Porto Rico e na Flórida, e é mundialmente famoso por ser uma zona anômala. O que a maioria das pessoas não sabe é que os fenômenos anormais se estendem a regiões localizadas a centenas de quilômetros da superfície terrestre. São inúmeros os relatos feitos por astronautas e cosmonautas que afirmam ter visto clarões enquanto sobrevoavam a área no exato momento em que os instrumentos eletrônicos de voo passaram a não funcionar corretamente.
Medições anteriores de satélite foram capazes de mostrar que o cinturão de Van Allen (região interior de radiação da Terra onde as partículas carregadas estão concentradas) encontra-se a uma distância mais curta do planeta exatamente sobre a região do Triângulo das Bermudas. Os cientistas especulam que a variação do cinturão sobre essa zona poderia causar a anomalia e os consequentes mistérios ocorridos no local, como o desaparecimento de navios e aviões e a aparição de diversos navios fantasmas.
Além disso, o satélite dos pesquisadores italianos tentará confirmar os dados obtidos a partir de pesquisas anteriores, segundo as quais a zona de anomalia estaria se movendo para o Golfo do México.

Fonte: History 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.