Nova lista de demissões assusta artistas da Globo



esde janeiro, nomes como Otaviano Costa, Márcio Canuto, Sérgio Chapelin, Leandro Hassum, Ivan Moré, Fernando Rocha,  Cris Dias, Cininha de Paula, Mariana Ferrão, Felipe Suhre e Bianca Bin deixaram a rede alegando motivos diferentes, como aposentadoria ou falta de projeto, porém, elas estariam acontecendo, principalmente, como consequência deste período de reformulação política interna da empresa e sua nova postura em relação ao mercado de trabalho.
Além desses ex-globais, o NaTelinha apurou que existe uma lista de apresentadores, autores e atores, antes considerados intocáveis, que deixarão o canal até o primeiro semestre de 2020 se não aceitarem as novas normas do grupo. De acordo com fontes ouvidas, alguns artistas estão negociando, inclusive com contratos já vencidos, e outros já foram avisados, informalmente, das novas condições da Globo.
A reportagem teve acesso a uma lista dos profissionais que podem deixar a emissora nos próximos meses. Dentre eles, estão dois nomes do "É de Casa", um veterano autor de novelas, um famoso humorista (cujo contrato já venceu e vem tentando permanecer na casa) duas apresentadoras e três atores considerados do primeiro time. Por critérios editorias, o NaTelinha optou em não nominar quem são eles.
Dentre as novas normas que a Globo vem propondo ao elenco, há alteração do vínculo empregatício de PJ (Pessoa Jurídica) para CLT e uma redução salarial que vem girando em torno de 40%.
Porém, nenhuma pessoa do elenco que possivelmente deixar a Globo por não se adequar a nova realidade ou por não ter previsão de ficar à frente de um novo projeto, estará com as portas fechadas na emissora. Se a saída do global não tiver envolvimento com alguma polêmica, como foi o caso do jornalista Dony De Nuccio, José Mayer e Mauro Naves, eles poderão retornar se apresentarem um projeto e ele for aprovado.
Existe um entendimento, conforme relatos ouvidos, de que diferente do passado, quando o canal contratava profissionais apenas para não migrarem para concorrência, atualmente a emissora não desejar mais permanecer pagando por um elenco ocioso artisticamente.
No caso da dramaturgia, a tendência é que cada vez seus profissionais sejam contratados por produção; isso incluiria autores, atores e diretores. Num momento em que o mercado audiovisual enfrenta uma crise, todas essas incertezas quanto ao futuro dentro da Globo vem assustando parte do seu elenco.
Procurada, a Globo não respondeu à reportagem.
Fonte: NaTelinha 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.