Procuradora da Lava Jato pede desculpas a Lula por ironizar morte de Marisa.


A procuradora Jerusa Viecili, da Força-Tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, publicou um pedido de desculpas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em suas redes sociais na noite de hoje.

"Errei. E minha consciência me leva a fazer o correto: pedir desculpas à pessoa diretamente afetada, o ex-presidente Lula", escreveu a procuradora na noite de hoje em seu Twitter.

Apesar de o perfil da procuradora não ter o selo de verificação do Twitter, publicações de sua conta já foram compartilhadas por Deltan Dallagnol, coordenador da Força-Tarefa no Paraná.



"Querem que fique para o enterro?" A reportagem publicada hoje, em parceria com o The Intercept Brasil, mostra comentários jocosos dos membros da Lava Jato sobre a morte da ex-primeira-dama e os pedidos de Lula para deixar a cadeia e ir aos enterros do irmão Vavá e do neto Arthur. Em uma das conversas, de 3 de de fevereiro de 2017, Jerusa escreveu "Querem que eu fique pro enterro?" e colocou um emoji sorrindo logo depois de outro procurador, Julio Noronha, publicar notícia sobre a morte de Marisa.

Em outra conversa, de 1º de março deste ano, a procuradora compartilha com os colegas matéria sobre a morte de Arthur e escreve: "preparem para nova novela ida ao velório".


Desculpas contrariam Lava Jato sobre autenticidade O pedido de desculpas de Jerusa Viecili a Lula, embora não tenha citado diretamente as mensagens divulgadas pela imprensa, contraria posição que a Lava Jato vem mantendo de questionar a autenticidade dos conteúdos vazados. Colocar em dúvida a veracidade das mensagens e citar a obtenção ilegal das conversas vêm sendo as principais estratégias da força-tarefa. Procurada para comentar a matéria publicada hoje de manhã pelo UOL, a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba dissera que não poderia se manifestar sem ter acesso integral às conversas.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.