Coronavírus é a crise mais grave desde a Segunda Guerra Mundial, diz primeiro-ministro italiano


O primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte anunciou que todas as "fábricas não essenciais" devem fechar, pois a Itália enfrenta "a crise mais grave desde a Segunda Guerra Mundial".

Essa restrição se aplica a quaisquer fábricas não envolvidas na produção de alimentos ou equipamentos médicos.

Falando via Facebook ao vivo no sábado, Conte anunciou que medidas mais severas são necessárias devido ao aumento do número de mortes por coronavírus.

Mais de 47.000 pessoas foram infectadas na Itália e mais de 4.000 pessoas morreram.

“A morte de muitos de nossos cidadãos é uma dor com a qual lidamos todos os dias. As mortes que continuamos a ouvir não são apenas números, são pessoas ", afirmou.
Todas as farmácias, lojas de alimentos, serviços financeiros e transporte público continuarão abertos na Itália, disse Conte.

"(A medida) nos permitirá retornar às nossas fábricas, nossas praças, abraçando nossos amigos novamente. Fazemos isso porque amamos a Itália".


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.