Rússia estende período de "não trabalho" até o final do mês

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, estendeu o período pago de "não trabalho" na Rússia até 30 de abril, em um esforço para retardar a propagação do coronavírus. 
"A ameaça ainda está lá, os especialistas sugerem que a pandemia ainda não atingiu o pico em todo o mundo, inclusive em nosso país", disse Putin em um discurso televisionado. "Portanto, decidi estender esse período de folga até 30 de abril".
Segundo Putin, esse prazo será revisto caso a estação epidemiológica no país mude.
“É claro que a situação pode se desenvolver de maneira diferente em todo o país, pois temos um país muito grande com densidade populacional variável. Há lugares em que o coronavírus já representa uma ameaça séria para seus moradores, como em Moscou, onde, apesar dos esforços regionais e federais, até agora não conseguimos mudar a maré ”, afirmou Putin. 
Até agora, o país não proclamou o estado de emergência ou chamou uma quarentena em todo o país, ao invés disso, impôs a semana "férias pagas", que deveria terminar na sexta-feira. No entanto, a maioria das regiões impôs de forma independente regimes de auto-isolamento e intensificou medidas para instar os russos a ficar em casa

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.