PF pede ao Facebook dados de contas ligadas a gabinete de Bolsonaro




A Polícia Federal (PF) pediu, nesta terça-feira (14), para ter acesso aos dados coletados na investigação feita pelo Facebook em contas ligadas a gabinetes de deputados bolsonaristas e de membros da família do presidente da República. 

De acordo com o jornal Folha, o pedido foi feito através do inquérito que apura financiamento de “atos antidemocráticos”.

A PF solicitou urgência na liberação, para que os envolvidos não possam apagar os dados. 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, é relator do inquérito e, por isso, quem decide se aceita ou não o pedido.

Em ação no dia 8 de julho, o Facebook removeu 35 contas, 14 Páginas, 1 grupo no Facebook, e 38 contas no Instagram. 

Entre os alvos estava Tercio Arnaud Tomaz, assessor direto do presidente da República, Jair Bolsonaro, que foi apontado como um dos responsáveis pela administração de algumas dessas páginas.

Fonte: Renova Midia


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.