Aécio Neves manda recado para Alexandre Frota e cria climão no PSDB



Aécio Neves, do PSDB, e Alexandre Frota, o novo membro do partido, se encontraram recentemente com direito a uma torta de climão. O momento conturbado do ex-candidato à presidência do Brasil não o fez perder o bom humor com a chegada do parlamentar.
Na primeira vez que os dois se viram, Aécio brincou com a ida de Alexandre e, possivelmente, com a sua saída da legenda. “Você chegou agora e já quer me expulsar do partido?”, disparou. A informação é do jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo.
A fala não passou de uma brincadeira, mas não escondeu o atual momento entre a relação Aécio Neves e PSDB. O ex-ator, por sua vez, tem evitado ao máximo falar sobre o assunto desde a sua chegada.
Filiado ao PSDB, Alexandre Frota se mostrou aliviado por ter saído do PSL. “Estou aliviado de não ter mais o peso Bolsonaro em minhas costas. Isso não é ser Judas, como a milícia dele tenta pintar”, garantiu.
Na época da declaração, o antigo braço direito de Bolsonaro lembrou uma das recentes polêmicas do presidente. “Ele fala que tem de fazer cocô dia sim, dia não, para preservar a natureza. Melhoraria nossas vidas ele não fazer cagada todos os dias”, avisou.

Após expulsão de Alexandre Frota do PSL, Bolsonaro diz que não o conhece

Jair Bolsonaro (PSL) decidiu comentar sobre a expulsão do deputado Alexandre Frota (SP) do PSL. O presidente, no entanto, se limitou a dizer apenas que não conhecia o seu antigo “amigo”.
“Sei nem quem é esse”, declarou o político, nesta quinta-feira (15), à imprensa presente na portaria do Palácio da Alvorada, segundo informações do G1.
Na última terça-feira (13), o partido do presidente da República decidiu, por unanimidade, expulsar o deputado Alexandre Frota, que já está sendo sondado por outras legendas. A expulsão, no entanto, não acarretará na perda do mandato do ex-ator.
A situação do famoso dentro do PSL era considerada “insustentável” depois que ele começou a criticar publicamente o governo e o presidente. Frota, inclusive, chegou a declarar que estava decepcionado com Bolsonaro e com a falta da sua articulação com os parlamentares.
O deputado também criticou, por exemplo, o interesse na nomeação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, para a embaixada do Brasil nos Estados Unidos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.