Luciano Huck ataca Bolsonaro após ofensa contra jornalista



Avesso à ataques contra os seus futuros rivais políticos na disputa pela Presidência da República em 2022, Luciano Huck deixou a regra de lado e soltou o verbo contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).
O político criou polêmica na última terça-feira (18), após uma ofensa de cunho sexual contra a jornalista do jornal Folha de S. Paulo, Patricia Campos Mello, que foi alvo de um comentário maldoso de Hans River do Nascimento, durante uma sessão da CPI das Fake News.
No Twitter, o apresentador da Globo confessou que tem evitado opiniões público após declarações de alguns políticos, mas não admitiu que “fronteiras da decência foram ultrapassadas”.
“Tenho evitado comentar declarações públicas de quem quer que seja. Seja por que torço pelo Brasil, seja por que não quero alimentar fofocas e intrigas. Mas as fronteiras da decência foram ultrapassadas hoje. Triste e revoltante ao mesmo tempo”, definiu Luciano Huck.
Para o famoso, “respeito é a base de qualquer sociedade e pilar da democracia” “atiçar a violência contra a mulher e atacar o jornalismo independente são desserviços monstruosos. Meu apoio à mulher e jornalista Patricia Campos Mello”, declarou, sem citação direta ao presidente.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.