Record explora pandemia com Bacci e perde, de novo, para o SBT


Seguindo o exemplo da Globo, a Record preparou um especial sobre o covid-19, no ar às 22h30 desta quinta-feira (19), faixa comumente ocupada por Em Nome da Justiça. Luiz Bacci, âncora do programa sobre crimes de repercussão nacional e do Cidade Alerta, foi quem apresentou o jornalístico. A audiência, contudo, não correspondeu. Assim como ‘Justiça’, o Coronavírus – Plantão ficou atrás do SBT. Os dados são referentes a Grande São Paulo.

O informativo rendeu 6,5 pontos. Apesar da derrota para o principal concorrente, Coronavírus – Plantão bateu cinco edições de Em Nome da Justiça, empatou com um e perdeu para outra (a de 27 de fevereiro, com 7,6).

Os melhores índices da Record nesta quinta ficaram por conta da terceira edição do JR – 24 Horas, do Cidade Alerta e do Jornal da Record. O boletim apresentado por Leandro Stoliar durante o CA consolidou 10,9. Já o noticiário capitaneado por Luiz Bacci garantiu 10 pontos. O JR, com Janine Borba e Sergio Aguiar – o titular Celso Freitas foi afastado por pertencer a um dos grupos de risco do coronavírus, o de maiores de 60 anos – marcou 9,2.

Abaixo destas três atrações ficaram a novela Amor Sem Igual e o Balanço Geral SP, ambos com 7,8 de média. Também a reapresentação de A Escrava Isaura (2004), emplacando 7,6. E a reprise de O Rico e Lázaro (2017), que registrou 7,2. Cabe lembrar que o BG está sob comando de Matheus Furlan, já que Geraldo Luís e Renato Lombardi também foram retirados do estúdio, em medida adotado pelo canal contra a propagação da pandemia.

Ainda, 2,7 do Balanço Geral Manhã, 4,1 para Fala Brasil e 5 com Hoje em Dia e Caminhos do Coração (2007). O JR – 24 Horas bateu 4,1 pela manhã, 4,9 à tarde e 4,7 na madrugada.
FONTE:RD1

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.